Como obter mensagens de parentes desencarnados

Queridos internautas, recebi um e-mail que chamou a minha atenção. A internauta permitiu que eu o publicasse desde que preservasse seu nome e endereço:

"Querida Magnólia, eu não acredito mais em nada! Perdi meu pai, a única alegria da minha vida! Ele morreu de um enfarte fulminante exatamente há dois anos. Tinha apenas 45 anos. Agora moro com meus tios. Minha mãe faleceu quando eu era ainda uma menina. Tenho 20 anos. Depois da morte do meu pai, frequentei muitos centros espíritas em busca de um recado ou mensagem. Jamais consegui uma mensagem! Nós éramos muito ligados. Não tenho religião definida, mas depois da morte dele fiquei muito revoltada. Se a vida prossegue depois da morte e eu amava o meu pai, por que ele se esqueceu de mim?"- V. Brasília-DF

Quando perdemos uma pessoa querida a tristeza é muito grande. Queremos um recado, uma mensagem ou algo que nos console. A primeira reação é de negação! Depois, a revolta: "Por que ele se foi?" 

Cada religião tem seu dogma em relação à morte. 
Algumas religiões são espiritualistas, isto é, acreditam na vida após morte. Acreditam na reencarnação. Outras não. A crença de que a morte é o fim de tudo causa desolação e descrença. 

De que adianta viver, amar e lutar? Se tudo acaba com a morte? Por que fazer o Bem e evitar o Mal? 

Por que algumas pessoas partem cedo e outras não? Por que algumas pessoas vivem muito tempo embora desejem a morte? Tudo explicado pela continuação da vida após a morte através do espírito que é eterno. Só a matéria morre e se decompõe. O espírito continua sua missão em outros lugares de acordo com seu merecimento. 

Deus é Amor, Equilíbrio e Harmonia. Nada acontece sem que Ele permita. Tudo o que nos ocorre é para o nosso bem, mesmo as perdas e os sofrimentos. 

Cada um tem sua missão na Terra. Viemos para aprender e progredir na senda da evolução. Através da reencarnação na Terra as lições são mais proveitosas. Quando tivermos cumprido nossa missão não precisaremos mais reencarnar na Terra. Iremos para outras dimensões continuar nosso progresso espiritual. 

Há muitas moradas na casa do meu Pai. - assim, afirmou Jesus. Teremos um dia, a oportunidade de reencarnar em outros mundos mais evoluídos. Não precisaremos passar por dramas, perdas ou sofrimentos.

Recebi, um dia, a visita de uma mãe desesperada após a morte do filho em acidente automobilístico. Ela queria uma mensagem psicografada. Lamentava muito o desencarne do grande médium Chico Xavier. Esse médium aliviou muitos corações através das mensagens psicografadas. Mensagens obtidas através da psicografia mecânica. Essas mensagens tinham detalhes particulares que só a família do parente falecido tinha conhecimento. O espírito desencarnado mencionava apelidos e nomes de pessoas queridas que ficaram na Terra. Mesmos os mais incrédulos se emocionavam ante a constatação da vida eterna. Saíam alegres e revigorados.

No entanto, algumas pessoas voltaram frustradas para a casa. Nada conseguiram! Por que o silêncio? 

A morte é uma grande transformação. Dependendo do tipo de desencarne, o espírito precisa de um tempo para se adaptar à outra dimensão. Muitos dormem profundamente para não sentirem a dor dos familiares durante o velório e o enterro. Outros nem sabe que faleceram. Só acordam quando o espírito está mais sereno.

A consciência do próprio desencarne pode levar algum tempo!

Tenha a plena convicção de que espíritos bons ajudam nessa transformação! Estão sempre a postos amparando aqueles que desencarnam repentinamente!

Cada um recebe de acordo com seu merecimento!

Se você está aflito por um recado de um parente falecido amenize a ansiedade! A descrença e revolta só vai piorar o seu estado emocional! A vida após a morte é fato incontestável! Acreditando ou não, a verdade é somente a verdade. Um dia, o véu da descrença cairá por terra. 

Ore muito pela pessoa querida. Nesse momento delicado de transição as orações são bênçãos salutares! 

Aqueles que partiram também sentem saudades. Pensam na gente. Desejam notícias! 

Se a mensagem não vem por intermédio de um médium poderá vir de outra maneira. Na hora certa. Através de um sonho. Um sopro de intuição. Uma clarividência. Tudo tem uma razão de ser! O amor une as pessoas. Eles continuam do outro lado velando por nós. A separação física é apenas uma ilusão!

Acredito que o pai dessa jovem já tentou dar sua mensagem, mas a revolta e a descrença estão criando uma barreira!

Nós, praticamente, morremos toda noite enquanto nosso corpo repousa. Saímos do corpo e podemos conversar com espíritos desencarnados.Só a matéria dorme. O espírito é livre! Ele sabe que é eterno e que a morte é uma ilusão! 

Essa jovem sabe inconscientemente que seu pai está muito vivo. Os grandes afetos perduram após a morte!

Tenha cuidado com sua ansiedade. A procura febril de médiuns desconhecidos é sinal de perigo à vista! Mensagens psicografadas de parentes desencarnados tem que ser analisadas com cautela. 

Alguns médiuns ou pessoas incautas poderão se aproveitar da sua dor e forjar mensagens falsas ou truncadas. Melhor confiar na misericórdia divina. 

Uma senhora viu o irmão falecido à cabeceira da sua cama. Ele relatou que estava muito bem. Pediu que ela parasse de se preocupar com ele. A mulher viajou o país todo em busca de uma mensagem psicografada. Quando amenizou a ansiedade a comunicação aconteceu espontaneamente dentro do seu próprio quarto!

Não se aflija! Tenha fé em Deus! Tenha fé no amor que une as criaturas!

Um dia, jamais nos separaremos daqueles que nos são caros!
O amor é o fio que une todas as criaturas que se querem bem. Pode ter a certeza de que conversa ou já conversou com um ente querido desencarnado. Apenas não lembra, porque foi durante o sono!

Deve estar se perguntando:

"Por que não me lembro se é importante para mim?"

Seu espírito ,quando está livre do véu da carne, tem plena consciência da verdade. Essa crença depende em parte, da sua evolução e do seu preparo espiritual. O cérebro não suporta determinados estímulos, então, os sonhos poderão ser velados ou truncados.

Deus sempre encontra maneiras de aliviar a nossa dor!

No entanto, se o desespero é maior do que sua fé procure um centro espírita. Encontrará almas caridosas e preparadas que saberão como ajudar.

Deixe o nome do parente falecido no centro espírita e aguarde com fé. Quem sabe será premiado com uma linda mensagem!

Assista palestras educativas. Isso ajuda a manter a serenidade!

Tome passes regularmente. A frequência assídua à casa espírita poderá ser um grande consolo para você e apoio espiritual para seu parente falecido.

Alguns médiuns têm o dom de psicografar mensagens de pessoas falecidas! Como saber se as mensagens são reais ou não?

Em primeiro lugar, verifique se o centro espírita é um lugar sério e responsável.

Alguns médiuns não são espíritas, mas, mesmo assim, têm o dom de comunicar-se com os espíritos.

O dom da mediunidade existe em todas as religiões. 

Procure informar a respeito do médium procurado. 

Geralmente, os espíritos desencarnados costumam dar pistas de sua autenticidade através do nome correto ou detalhe particular que só você sabe! Esse pode ser um sinal!

A mensagem da pessoa querida poderá vir de uma escrita psicografada ou mesmo de psicofonia. O médium poderá incorporar o espírito desencarnado e ele poderá conversar naturalmente com você! Nesse caso também atue sob a égide do equilíbrio e do bom senso! Se for mesmo seu parente desencarnado ele dará sinais de autenticidade!

Alguns médiuns têm intuição e poderão dar notícias das pessoas queridas através da: clarividência e audição.

Tem a faculdade de ver espíritos e podem conversar com eles através da telepatia. 

Nem sempre a pessoa querida dá um recado. Ele poderá vir através de outro parente falecido ou mesmo do seu protetor espiritual. Leia a mensagem! O que sente? Alívio? Proteção?

Sua intuição deverá guiá-lo sempre!

Nossos parentes falecidos gostam de ser lembrados. No entanto, ficam tristes com sua tristeza e com seu desespero!


Seja feliz!

Magnolia Francisca

Fonte:http://www.relaxmental.com.br/main/materia_one.php?controle=49309


• • • • • • •

Pensando nisso, reunimos aqui alguns tópicos para dividir com quem procura pelas notícias do mundo espiritual.
1. Todos os espíritos podem se comunicar, mas é preciso saber esperar
Sem dúvida, a morte não é o fim, e os espíritos desencarnados se importam com aqueles que continuam no mundo físico, assim como são sensíveis às lembranças que são dirigidas a eles. Imediatamente após a morte física, o espírito em geral não tem condições de entrar em contato, por estar sob uma perturbação natural, com duração bem variável. Nessa fase, a prece em favor deles é muito benéfica. O contato também está condicionado ao equilíbrio que o espírito venha a ter para se comunicar.
2. Há médiuns em todo lugar
Algumas pessoas relatam sentir a presença de seu parente desencarnado. Isso pode realmente acontecer, porque há pessoas com grande sensibilidade espiritual, independente de sua crença. Mas ao buscar a comunicação escrita ou falada, na falta de uma reunião pública de psicografia como a divulgada no programa de TV, o recomendado é procurar uma casa espírita séria, em que o contato mediúnico seja feito com respeito, sem falsas promessas. Em geral, as reuniões mediúnicas são fechadas, mas uma vez recebida uma comunicação, ela deve chegar ao seu destinatário. É perfeitamente aceitável expor esse desejo ao dirigente da reunião, e aguardar pelo contato.
3. O telefone toca sempre de lá pra cá
Embora tenhamos o direito de buscar a comunicação mediúnica, é preciso saber esperar, porque a iniciativa do “telefonema” é sempre do mundo espiritual.
O risco que se corre, quando se busca apressadamente uma comunicação, é de receber qualquer coisa. Allan Kardec registrou esse risco com a frase: “Evoca um rochedo e ele te responderá”. O desespero e a falta de confiança em Deus somente nos levará ao engano.
4. O espírito sopra onde quer
Isso significa que há outras formas de contato. Durante o sono físico entramos em contato direto com os espíritos desencarnados. É o melhor momento para que possamos rever nossos parentes desencarnados, e ainda que não nos lembremos do contato, traremos na alma a tranquilidade de uma agradável saudade, diminuindo a dor de uma perda que não existiu.
A mediunidade, enfim, é um recurso divino que nos mostra a grandeza da eternidade em que vivemos como espíritos imortais. Nada mais precioso de que ela seja confirmada pelos familiares que imaginávamos distantes para sempre.
Autor: Roni Couto
Fonte:http://www.palavraespirita.com.br/pe_conteudo.php?id_edicao=127&texto=3&detalhe=0






Um comentário:

  1. Que acalanto ao coração repleto de saudades.
    Obrigada.

    ResponderExcluir

Agradecemos a sua participação!